Home
Para Ana . . .
O Dogue Merle
Como Escolher um Filhote
Padrão da Raça FCI/CBKC
Videos Educacionais AKC
Segredos do Pedigree
Maxim
Fritz
Oliver
Upponny in Doggerrland
Gemini
O Romance: Fritz&Maxim
Filhotes da Maxim
Filhos de Maxim
Filhotes Disponíveis
Filhotes Internacionais
Características
Temperamento
Para Quem é o Dogue?
Do que é que eles gostam...
Dogues Aprendem a Amar
Orelhas do Dogue Alemão
As Cores do Dogue Alemão
O Dogue Plaqueado
The Piebald Dane
Linhagens do Dogue Preto
Salve o Merle
O Merle na Reprodução
O que os Merles têm a dizer...
Regra Acasalamento GDCA
Regra Acasalamento CBKC
Displasia Coxofemoral
Cuidando & Educando
Cama, Mesa & Acessórios
Links
Links: Videos Legais
Contato
 

“Assim diz o SENHOR: ‘ Não  se  glorie o sábio  na  sua  sabedoria,  nem se glorie o forte na sua força;  não  se   glorie  o  rico   nas  suas   riquezas;  mas  o  que  se  gloriar,   glorie-se   nisto:  em compreender-me e conhecer-me, que eu  sou  o  SENHOR e ajo com  lealdade, com  justiça e com retidão sobre a terra, pois é dessas coisas que  me agrado’,declara o SENHOR.” Jeremias 9:23-24






                                     

                                              Por   Monica  Reifegerste 



Vozdukh Vremeni Aljoscha Mladshiy

        Vozdukh Vremeni Aljoscha Mladshiy - Great Dane RU - BigDogs. Ru



Nesta   página  procuramos  elucidar  alguns  conceitos  básicos  a  respeito  do  Dogue  Alemão cuja  cor  e  amostragem da  pelagem descrita  no Padrão da  Raça  do DDC  -  Deutsche  Doggen Club  é  denominada  de   PLATTENHUND   e,  em   nosso  país, o  Brasil,   é  mais   conhecido  e comumente  denominado  de  PLAQUEADO.


Não  é  nosso objetivo  nem  tampouco nos compete dissertar  aspectos genéticos deste padrão, mas  tão  somente   elucidar   as   características   fenotípicas    mais   comumente   apresentadas, lembrando  que  fenótipo  refere-se   às   características  visíveis   de  um  indivíduo  e  que  são definidas  pela  expressão  do  seu  genótipo  isto  é,  do  seu  patrimônio   hereditário.   Todavia, fazemos   referência   a  alguns   estudos  relativos  a aspectos  genéticos  e  apresentamos  seus respectivos links no intuito de facilitar o acesso àqueles  que tenham  interesse  em  aprofundar-se  no assunto. 




DDC    Deutscher Doggen Club

FCI      Fédération Cynologique Internationale

CBKC Confederação Brasileira de Cinofilia

Os exemplares PLAQUEADOS  fazem parte da Variedade Arlequim & Preto, conforme  podemos constatar  ao  lermos  a  descrição das cores estabelecidas no padrão da raça. (FCI, DDC, CBKC)

O clube alemão   DDC , assim como  a  FCICBKC   apresentam  cinco padrões de cores  iniciais, sendo que estas  foram divididas em  três variedades  independentes:

- DOURADO   &  TIGRADO    
- ARLEQUIM  &  PRETO ---- ( incluidos  PRETO-MANTADO   e   PRETO- PLAQUEADO)      
- AZUL   -------------------------- ( incluidos os exemplares   PRETOS  com ascendência  AZUL *)

(* Ver em:  DDC -  Information - Zuchtordnung - II Zuchtferfahren  - 2º Parágrafo)



Vejamos  o  que  diz   o  texto  do  Padrão da  Raça  do  DDC, endossado,  traduzido  e  publicado pela  FCI e pela  CBKC,  quanto  a definição  e descrição  da  cor  PRETO  e  suas  variações:


PRETO:  no  preto  profundo, manchas brancas são permitidas, como também   nos exemplares mantados  se  tiver  o  manto  todo  negro  no corpo;  focinho, pescoço,  peito, ventre,  pernas  e ponta   da  cauda  podem  ser brancos.   Como  também  Dogue  com  cor  básica   branca  com grandes  manchas   pretas   (PLATTENHUNDE).”  Grifos nossos.  

Ver em:  CBKC – Raças / Padrões -  FCI / GRUPO 2   - Raças:  Dogue Alemão   Padrão FCI 235 - 09/08/2002.   



No  texto  original  do Padrão da Raça do DDC, o termo  utilizado em  alemão  para  descrever  as assim   chamadas   “MANCHAS ”,   presentes   nos  exemplares  PLAQUEADOS,   foi   o   termo “Platten”,  como  vemos  abaixo:

Texto original em alemão / DDC:

“... so wie Doggen mit weißer Grundfarbe und großen schwarzen Platten (Plattenhunde).”


A  palavra  “MANCHAS” não  foi  devidamente  empregada  ou  especificada  na  tradução para  a língua portuguesa,  pois  têm  a  conotação de apresentarem-se  em   formato  irregular,  como ocorre nos exemplares ARLEQUINS.


Já   o  termo  “Platten”  é  um   substantivo  que  neste  contexto  também  traz  o  significado  de “manchas” porém, este termo, no idioma alemão, é mais específico.  Tratam-se de manchas cujas bordas são  arrendondadas  e  bem definidas dando uma aparência  de  formato regular,  ou seja, com  uma  forma mais arredondada ou ovalada, o que vai diferenciá-las  em  relação  às manchas  irregulares presentes  nos exemplares arlequins, cujo termo utilizado para definí-las na descrição do padrão alemão  é a palavra “Flecken”.

Portanto,  no  idioma  alemão  existe   uma  diferença  entre  os  termos   PLATTEN  e  FLECKEN. Platten  significa  PLACAS (arredondadas),  e  Flecken  significa  MANCHAS (irregulares).
Veja a ilustração abaixo:




                        ARLEQUIM                                      PRETO-PLAQUEADO


                          FLECKEN (manchas)                            PLATTEN (placas)         




 Platten = Placas   /    Hund  = cão   /   Hunde, plutal = cães    /    Plattenhunde = cães plaqueados





O exemplar  PLAQUEADO geralmente apresenta  uma  ou   mais  placas  sobre o corpo e possui  uma  cabeça  bicolor  com  o  mesmo padrão do exemplar  MANTADO, ou seja, as  orelhas  e os olhos têm uma máscara de cor  preta que se estende pelas laterais da face, enquanto o focinho é branco.


Para melhor ilustrar, se colocássemos  um exemplar  MANTADO  e  outro PLAQUEADO  lado  a lado e de  frente de modo que  pudéssemos avistar  apenas suas cabeças,  mas não pudéssemos ver  o  restante do corpo, seria  impossível  distinguir   pelo  aspecto  visual,  qual  dos  dois  é  o plaqueado e qual  é o mantado.  A título de exemplo, veja a foto abaixo:



Scarbrough Fair Great Danes 


Scarbrough  Fair's Great Danes    

           HARL COLORS:  

Harlequin Litter Color Narrative

 www.greatdanes.net/colors3.htm 

   MANTADO  À  ESQUERDA

   PLAQUEADO À  DIREITA



O  MANTADO  e  o  PLAQUEADO  possuem  as  mesmas  características  de padrão na cabeça. Porém, o MANTADO como o próprio termo já  diz, tem o "manto" preto que lhe  cobre  o  corpo, enquanto  o  PLAQUEADO  poderá  apresentar  uma  ou  mais  placas com bordas relativamente arredondas  ou  ovaladas, distribuídas  pelo corpo de  fundo  branco  onde  normalmente estaria  o "manto preto"  que  vemos  no  MANTADO.


Também  pode-se constatar a incidência de PLAQUEADOS que apresentam o padrão da cabeça bicolor devidamente  marcado,  porém  não  apresentam qualquer  placa  sobre o corpo de fundo branco.  Seria  o  mesmo como  se  fosse um  MANTADO  sem  o  manto  preto  sobre  o  corpo.




Estados Unidos da América

AKC     American Kennel Club : Great Dane Breed Standard

GDCA  Great Dane Club of America:  Official Standard  Illustrated Standard


Enquanto  na Alemanha o  PLAQUEADO é o assim  chamado  PLATTENHUND,  nos  EUA  ele  é  conhecido  e  denominado  de  PIEBALD.  Porém, tanto o padão do AKC quanto o do  GDCA não  reconhecem estes  exemplares,  ou  seja, nos padrões oficiais  dos  EUA  não  encontramos   qualquer  referência ao  Dogue PLAQUEADO,  reconhecido e descrito no Padrão da Raça  tanto do DDC  quanto  da   FCI  e  CBKC.


O  máximo  que  podemos  encontrar  a  respeito  está  em  Illustrate Standard  (Padrão Ilustrado)  do  GDCA, no item  “Discussion, onde  há  uma  breve  referência  do que  não  se  encaixa  no padrão dos  Arlequins:  Veja o trecho do referido texto, abaixo grifado: 


“Harlequin -  ... When all the markings have rounded, well defined edges (spots) as opposed to the required torn edges, the dog does not fall into the harlequin classification. ... www.gdca.org/coatcolor.htm  

Tradução:

“Arlequim - ... Quando todas as marcas tem bordas arredondadas,bem definidas,(spots = pontos em círculo)  em  oposição  às  bordas rasgadas requisitadas,  o  cão  não  recai   na  classificação arlequim. ...” www.gdca.org/coatcolor.htm 


Complementando,  ao  visitarmos  a  página  acima, encontramos várias  ilustrações  de  diversas amostragens  de cães,  tanto de exemplares que apresentam a marcação correta,  quanto algumas ilustrações cujos exemplares apesentam marcações "menos aceitáveis"(Less acceptable), porém, não  há  nenhuma  ilustração  do  nosso  conhecido  PLAQUEADO (PLATTENHUND). 


Popularmente, nos EUA o cão que apresenta este tipo de amostragem é chamado  de  PIEBALD  e,  pelo fato  deste padrão  não  estar  estabelecido  nos  padrões oficiais  dos  EUA, geralmente, quando  citado,   os   americanos  não   fazem   distinção   entre   um   PLAQUADO   como   nós conhecemos (cor de fundo branca com placas PRETAS)  de  um  PLAQUEADO  com   placas  de qualquer  outra  cor.  



Piebald  
 

 
Veja, por  exemplo, a página Harl Colors: 

     Harlequin Litter Color Narrative   

                    with Photos

do Canil Scarbrough Fair Great Danes

         sobre a descrição e fotos de

                   PLAQUEADOS. 

    www.greatdanes.net/colors3.htm





Acesse o site  clicando sobre  as  fotos  acima ou abaixo e, quando abrir, vá descendo a  página  até a descrição do Plaqueado (PIEBALD).


Piebald  

 

Scarbrough  Fair's Great Danes    

       HARL COLORS:  

Harlequin Litter Color Narrative

 

www.greatdanes.net/colors3.htm



A proprietária deste canil chama-se Arlene Scarbrough e ela cria  Dogues Alemães da Variedade Preto&Arlequim em Atlanta, na Georgia, há mais de 35 anos. Veja a página  History&Philosophy

Não   importa  se   as   placas   são   PRETAS,  ACIZENTADAS,  AMARRONZADAS,  CINZA-AZULADAS  ou  de  qualquer  outra  cor.    O  cão  que   apresenta   este   tipo   de  amostragem (independentemente  da  cor  das  placas)  é  genericamente  chamado  nos  EUA  de  PIEBALD.


Porém,  as vezes,  também  encontramos a denominação "Merle Piebald", especificando-se  com isto que  a  cor  das  placas  são  da  cor  merle  (placas de fundo cinza  com  manchinhas  pretas)sobre  o  corpo  de  fundo  branco.   A  título   de   exemplo ,  visite  o   site   Great  Danes Online  e  veja  na  página Week 376  a dogue Alliewww.danesonline.com/week376.htm . Quando abrir, vá descendo a página  ou  clique  diretamente  sobre  a  foto  abaixo  para  acessar.




Great Danes Online Week376 
 


 
“This is Allie.

    She is a
merle piebald 
 Great Dane
  and in this 
     picture 
     she  is
 8 weeks old 
 and such  a
  sweet  girl. 
 Thanks  to    
  Miranda.”



O site  Great Danes Online é um dos maiores e mais completos websites sobre  Dogues Alemães e  hospeda  mais de 10.000  fotos de exemplares da raça  nas  mais variadas amostragens  e cores para  satisfazer  qualquer  pesquisa  no  quesito "cor". 

Visite  a   página   www.danesonline.com/archives.htm    para  ter  acesso   as   fotos  publicadas, enviadas  de várias  partes do  mundo.


Porém,  muito  mais  freqüentemente encontramos  fotos  de  Dogues  PLAQUEADOS  em   sites norte-americanos sendo identificados simplesmente como PIEBALD, independentemente da cor das placas. 



Para  não  deixar  dúvidas  a  respeito  da  definição   norte-americana  de  PIEBALD (ou o nosso PLAQUEADO / PLATTENHUND) visite a página: The Piebald Dane de autoria de  J. P. Yousha. www.dogstuff.info/piebald_dane_yousha.html ou clique no link abaixo:



The Piebald Dane by J.P. Yousha



Trata-se de um  estudo de aspectos genéticos a  respeito dos PLAQUEADOS.  Porém,  refere-se aos PLAQUEADOS com placas de cor preta. Fazemos referência a este estudo apenas no intuito de evidenciar que o termo PIEBALD significa o mesmo que PLATTENHUND ou PLAQUEADO, inclusive  aparecem  ambos  os  nomes  juntos  no  título deste mesmo artigo, sendo que o termo PLATTENHUND  está  entre  parênteses, conforme  se vê no link acima.


The Piebald Dane by J.P.Yousha



Segundo a autora deste artigo, a Sra. J.P. Yousha, toda expressão fenotípica de Plaqueado é uma manifestação genética de um Dogue Mantado de baixa marcação. Veja citação em inglês, abaixo:

“ All  of  the  various  iterations  of  piebald  in  the  Great Dane (be they s^p or s^e carrying), are genetically  undermarked  Mantledanes;”

Tradução:

“Todas as  várias  iterações de  Plaqueados  nos  Dogues Alemães (sejam  portadores de s^p ou s^e),  são  geneticamente  Dogues Mantados  de  baixa  marcação;”  (ou  marcação  abaixo  do padrão estabelecido) Grifo nosso.


No início deste mesmo parágrafo acima citado,  a autora  menciona que há uma grande confusão em  torno do Dogue Plaqueado e, na continuação da citação acima, ela diz:

“... ;they are  not acceptable  Mantledanes  nor  are  they  some  kind of Harlequin. Mantledanes must  have a complete  blanket,  not  body  spots. Harlequins must have the distinctive, irregular torn  patches which  distinguish  them  from parti-colored dogs, also called pintos, piebalds, etc. Black  and  white  parti-colored  or  piebalds (pintos)  Danes  are  sometimes  bred (knowingly or unknowingly), and  even  shown  as  Harlequins.”   The Piebald Dane by J.P.Yousha 

Tradução:

“... ;eles   não  são   Mantados  'aceitáveis'  nem  tampouco  algum  tipo  de  Arlequim.  Mantados devem  ter  um  manto  completo  e  não  pontos arredondados  sobre o corpo. Arlequins devem ter  distintas   manchas  irregulares  rasgadas,    o  que   os   distingue  dos   cães   de   coloração ‘parti-colored ’*,  também   chamados de  ‘pintos’,  plaqueados,  etc.  Dogues  com  a  coloração  conhecida    por   'parti-colored'   em   preto  e  branco   ou   plaqueados (pintos)   são   as   vezes utilizados em  programas de  reprodução (com ou sem conhecimento)  ou  mesmo  apresentados em  pista  como Arlequins.”   The Piebald Dane by J.P.Yousha




Cabe aqui  definir o conceito de  “parti-colored” para evitar outros equívocos de interpretação.

parti-colored dogs = having different colors in different parts

Tradução/ interpretação:

cães parti-colored  = com mais de uma cor em partes diferentes.

Pesquisando  no  Google  em “Imagens”,  insira  as  palavras “parti-colored” e  você verá  fotos de  diferentes  raças que  apresentam  este  tipo de  padrão nas cores  preto e branco conhecido  por  “ black and white parti-colored”.

Este  tipo de  marcação  quase  sempre  não  se encaixa  em  qualquer   um  dos  padrões  oficiais de  cor  estabelecidos  para a  raça  Dogue Alemão, ainda que se queira erroneamente enquadrá-los  por vezes entre  os  Arlequins, por vezes entre os Mantados ou, ainda, entre os Plaqueados, uma vez que este padrão (“parti-colored”)  também não  se  encaixa  devidamente  na  descrição do Dogue  PLAQUEADO, definido e descrito no Padrão da Raça do DDC e FCI /CBKC.

Se  considerarmos  ainda  a  premissa  de  J. P. Yousha  em  que  ela  afirma que “Todas as várias iterações  de  Plaqueados   nos   Dogues Alemães (...)   são  geneticamente   Dogues  Mantados de baixa marcação;” então,  não  seria  correto classificá-los  nem como Mantados,  nem  como Arlequins,  nem  tampouco como  Plaqueados (considerando-se o padrão FCI/ DDC/ CBKC),  já  que  foram  por  ela  definidos  como   “Dogues  Mantados de  baixa  marcação”.


Agora, se  há  alguma  prerrogativa  para  se  registrar  um  Dogue  com  este  tipo  de   marcação, (“parti-colored”    nas   cores   preto e branco),   então  acreditamos   que  na  maioria dos  casos ele   se  encaixaria  na categoria  Mantado,  ainda  que seja  um  Mantado com  marcação  abaixo do  padrão  estabelecido,  conforme a  premissa  adotada  pela  autora  em questão.


Esta  premissa  torna-se  ainda  mais  consistente  quando consideramos também a incidência de Mantados   mal   marcados  (ou  com   marcações  menos  aceitáveis)   nos  quais,  embora esteja presente o  manto preto tipicamente  cobrindo  o corpo de fundo branco,  há ausência  da  típica marcação bicolor  da cabeça  ou, ainda, a cabeça apresenta apenas a  marcação típica em um dos lados  da  face,  sendo  o  lado  oposto  por vezes  completamente  preto  ou,  por outras, apenas branco.   Além  daqueles   exemplares   mais   comumente   incidentes   em   que  o  colar   branco está  apenas   parcialmente  presente  ou  completamente  ausente,  mantos  que  cobrem  apenas parcialmente  o  corpo  ou  apresentam   falhas  de  preenchimento  em  branco, etc.  Concluindo, podemos encontrar  uma variada   gama  de  amostragens  cujas  características   nos  remetem  a este  mesmo  padrão:  o  Mantado.






O que lemos no texto original em alemão do Padrão da  Raça do  DDC diz:


DEFEITOS  DESQUALIFICANTES:  (AUSSCHLIESSENDE  FEHLER:)

“Bei  schwarz-weiß   gefleckten  Doggen:  Weiße  ohne  jedes  Schwarz (Albinos)   sowie  taube Doggen;  sogenannte Porzellantiger (diese zeigen vorwiegend  blaue,  graue, gelbe  oder  auch gestromte  Flecken);  sogenannte  Grautiger  (diese  haben  bei  schwarzer  Fleckung  eine graue Grundfarbe).”



DEFEITOS DESQUALIFICANTES

Nos  Dogues Arlequins:  branco  sem  qualquer  mancha  preta (Albinos) assim  como   Dogues surdos;    os   assim   chamados   ‘tigres-porcelana’   (esses   apresentam    predominantemente manchas azuis,  cinzas,  douradas  ou   ainda   tigradas);    os   assim    chamados   ‘tigres  cinza’  [= Merles]   (estes  possuem   uma   pigmentação  preta   sobre  uma  base  de  cor  cinza)  [grifo meu]


Portanto,  por definição,  um Dogue Porcelana  tem uma base branca, ou seja, o corpo  é  branco e  sobre  esta   base  branca  ele  apresenta  manchas  azuis,  ou  manchas  cinzas,   ou  manchas douradas  ou  tigradas.


O  assim chamado  Dogue “Porcelana” descrito  em  “Defeitos Desqualificantes”  nos  arlequins, constante no Padrão da  Raça do  DDC e FCI/CBKC,  não  consta em qualquer publicação oficial da  raça  nos  EUA, ou seja, este termo e sua possível  tradução é  desconhecida entre  os norte-americanos.



Nos  EUA  os Dogues Alemães que apresentam este tipo de amostragem são conhecidos  como:
Merlequin  -  Merle Piebald  -  Fawnoquin  -  Veja  alguns  exemplares  abaixo:                             


Merlequin = branco com  manchas cinza contendo pigmentações pretas,  ou seja, cães  brancos que possuem manchas com  o  padrão  merle,  ao  invés  das  manchas  irregulares  de  cor  preta presentes nos arlequins.



 

Scarbrough  Fair's Great Danes    

       HARL COLORS:  

Harlequin Litter Color Narrative

www.greatdanes.net/colors3.htm





Merle Piebald  =  branco  com   PLACAS  cinza  contendo  pigmentações  pretas,  ou  seja,  cães brancos  que  possuem  PLACAS  com  o padrão merle, ao invés das manchas irregulares de cor preta presentes nos arlequins.


Merle Piebald 
 

 

Flora Von Bismarck Haus

 

Canil Von Bismarck Haus

 

                    http://vonbismarckhaus.blogspot.com/





Fawnoquin = branco com  manchas douradas ou tigradas,  ao  invés das manchas  irregulares de cor  preta presentes nos arlequins.


Fawnoquin
 

Scarbrough  Fair's Great Danes    

       HARL COLORS:  

Harlequin Litter Color Narrative

 

www.greatdanes.net/colors3.htm

Este  último  é  resultante  de  acasalamentos  inter-variedades,  os quais não são recomendados.

Sobre  o  assunto  Mixed Color Breeding  -  Acasalamentos Intervariedades -  a  criadora  Arlene Scarbrough  faz o seguinte comentário:

“Se   ou   quando   arlequins,  mantados,   pretos  (da  criação  de  arlequins)  e / ou   Merles  são acasalados  com  dourados,  tigrados,  ou  azuis,  todos  os  tipos  de estranhas cores podem daí resultar. Você  também  pode  obter  algumas dessas cores se duplicar em cães  provenientes  de criação pura (de uma mesma variedade) por várias gerações, mas cujos pedigrees contém em sua ascendência, ainda que muito distante, algum acasalamento de cores  misturadas  (acasalamento intervariedades). Iremos mostrar dois dogues, [foto acima e foto abaixo]  um  “fawnoquim” (base branca com manchas douradas)  e um dourado-mantado que  vieram  de  uma   duplicação  numa Dogue Mantada  importada,  a  qual  é   proveniente  de   uma  criação  pura   ( sem   misturas  de variedades)   por   várias   gerações.”  Scarbrough  Fair  Great  Danes:  Harlequin Litter Color Narrative with Photos



Mantle fawn







Porcelana ou Merle Plaqueado?  


 

 

 

  

   Maxim

  Arl Von

Windgard

 


 

 

 

      Visite
 
    a  página 

FilhotesMaxim

Veja  os  Filhotes  resultantes do  acasalamento de Maxim x Fritz  -   Merle Plaqueada  x  Preto  de Arlequim  -  na página  Filhotesda Maxim:  4  Arlequins  com  fenótipos  corretamente  marcados, 4  Mantados  com  fenótipos  corretamente  marcados  e  1 Merle Mantado.                               



Com  relação  ao  Dogue  Plaqueado,  denominado  em   alemão de  Plattenhund,  verifica-se  que tanto  o  padrão  DDC  quanto  o  padrão da FCI, endossado e traduzido pela CBKC, especificam que a cor  das placas deve ser  PRETA sobre  o  corpo  de  base  branca.  Portanto,  para sermos mais coerentes quanto a descrição do  padrão,  no que diz  repeito  a  denominação,  a  cor  deve ser  devidamente  designada  de  Preto-Plaqueado,  diferenciando- a  da  cor  Merle Plaqueado.

Para consultar,  leia  o  Padrão da Raça da FCI /CBKC ou  DDC                                                    (CBKC – Raças /  Padrões -FCI  GRUPO 2   -  Raças:  Dogue Alemão   Padrão FCI 235 )


Mas, considerando-se ainda o padrão DDC e  FCI/ CBKC,  o que  acontece quando as PLACAS  não são  pretas?


Por exemplo, no caso da Dogue Alemã que deu origem  a este  site,  a  Maxim,  não  encontramos referência  exata  que  descreva  a  amostragem  de  sua  pelagem:   nem  no  item  COR  (as cores padronizadas e  oficialmente aceitas),   nem   no   item  FALTAS /COR ,  nem  tampouco  no  item DEFEITOS  DESQUALIFICANTES / COR. 


 Isto  porque  tanto  o texto  original  alemão  quanto  suas traduções para o português (CBKC) e para  o  inglês (FCI)  descrevem  em  Defeitos Desqualificantes  nos  arlequins  aqueles cães que apresentam   predominantemente  MANCHAS  nas  cores: azul, cinza, dourada  ou  tigrada,  mas não  faz  referência  ao  termo  PLACAS,  nestas cores.


Vimos anteriormente que  no  idioma alemão  existe  uma  diferença  entre os termos  PLATTEN e FLECKEN - Platten significando placas e Flecken significando manchas.  Lemos também que na descrição do cão PORCELANA  em “DEFEITOS DESQUALIFICANTES /COR”   as  MANCHAS (Flecken)  podem  ter  a  cor  azul, cinza, dourada  ou  tigrada,  porém  o  termo  PLATTEN  não  é citado  neste   item.


Sendo assim, somente por inferência e/ou por falta de uma descrição mais específica,  pode-se enquadrar a amostragem da pelagem da Maxim  na  descrição do  Dogue  “Porcelana” do  DDC e da CBKC/ FCI.  

Neste  caso,  é  preciso  inferir  que   esta  descrição  de  “TIGRES-PORCELANA"  abrange   uma grande  variedade  de  amostragens  de  cães,  cujo  corpo apresenta  uma  base de cor  branca  e manchas (ou PLACAS) sobrepostas nas cores: azul, cinza, dourada, tigrada,  marrom-acizentada enfim,  qualquer  outra  cor  que  seja,  menos  preta. 


           Cores básicas que incidem na criação daVariedade Arlequim & Preto


          Arlequim                    Preto                Preto-Mantado         Preto-Plaqueado

Cores Básicas que incidem na Variedade Arlequim & Preto

  Merlequim(Porcelana)          Merle                   Merle-Mantado       Merle-Plaqueado(Porcelana?)



Para  finalizar,  gostaria de  fazer uma ressalva com relação aos  artigos  desenvolvidos  pela  Sra. J.P. Yousha.  Não  é  objeto  deste trabalho  fazer  uma análise profunda a respeito, todavia, dada uma   pré análise  já  desenvolvida,  constata-se   algumas   inconsistências,  contradições  e  até mesmo  algumas  premissas declaradamente não conclusivas e conflitantes, conforme ela mesma afirma ao  final  do seu  artigo “The Piebald Dane”. Veja,  a título de exemplo, o  último  parágrafo deste artigo em “NOTE”. Além disso, aparentemente muitas de suas premissas estão embasadas muito  mais  em  especulações teóricas  do  que  em  pesquisas e /ou dados estatísticos que lhes possam dar o devido crédito, em outras palavras,  falta certo  rigor  cietífico- acadêmico.


Ao  final  desta mesma nota, é estranhamente curioso o questionamento da autora ao mencionar que embora  os  enunciados  teóricos  sobre os  Plaqueados  dos  autores  por  ela citados sejam diferentes,  ambos os  denominam  de “mismarks” (mal marcados), como que  induzindo  o  leitor à  conclusão  de   que   por  si  só  este   fato   já   seria   uma   razão   para   rejeitar   este   padrão, desconsiderando  o  fato  de  que  esta  designação  utilizada   pelos  autores   está   estritamente relacionada  ao  ponto  de  vista  de  um  padrão  pré-estabelecido.   Veja parte da citação abaixo:

“… But  whereas  Dr. Krautwurst  would  call these dogs white-factored (mm) mismarks  and  Dr. O'Sullivan  would  call  these dogs merle-factored (MM or even Mm) mismarks, they would both call  them  mismarks.  And not knowing the genetics of an animal that is also a mismark seems to be yet another reason to NOT breed it?”    The Piebald Dane by J. P.Yousha



Para ter acesso a alguns dados pessoais a respeito da referida autora, acesse as páginas:

Person Profile Jolene Perry  - www.zoominfo.com/Search/PersonDetail.aspx?PersonID=24521217

About Chromadane - www.chromadane.com/chinfo.htm - Desça a página para ver foto/currículo

Veja também a página:  www.chromadane.com/piebald%203.htm 



No  mais,  o  que  se  pode  afirmar   com  certeza  é  que  hoje  em  dia  ainda   há   uma  confusão generalizada  entre  os criadores  a respeito de  fenótipos e genótipos das cores da  Raça  Dogue Alemão,  sejam  eles nacionais ou  internacionais.   Então,  é  preciso  ter   muita  cautela  quando vamos  fazer  alguma  consulta   a   respeito  destes  assuntos.  Na  realidade, o que  nos   falta  é uma  assessoria  tecnicamente credenciada.  Ou  seja,  o  que   precisamos  é  de   pesquisadores  devidamente habilitados  dentro desta  área  do conhecimento,  a  genética, e  então  rever  estes estudos que  já estão  por  aí sendo apresentados, como este  da  Sra. J.P. Youscha , além  de dar continuidade   a   muitas   outros   estudos  afins  que  também   não   estão   concluídos    e / ou apresentam   muitas   inconsistências.



Invista em mim, invista em pesquisas! 

 

 

 


     Coloque o 

     cursor  do

   mouse sobre 

     a  imagem

      para  ver 
   
     o que este 

    Plaqueado

    tem a dizer!

    Vozdukh Vremeni Aljoscha Mladshiy - Great Dane RU - BigDogs. Ru





Meus  agradecimentos  especiais  à  Arlene Scarbrough  do Canil Scarbrough Fair´s Great Danes pela  sua   bondade  e  generosidade,  ensinando  e  ajudando-me de  muitas   formas  em   minha trajetória   no  Universo  do  Dogue  Alemão!  Arlene,  você   é  a   melhor!  Obrigada   por   tudo!




Acima de tudo,  a  honra seja  dada àquele que criou todas as coisas, ao Deus de Israel, ao Deus de Abraão,  Isaque e  Jacó,  àquele  que  enviou  seu  próprio Filho até nós para que todo aquele que  nele crer  não pereça,  mas  tenha  a  vida eterna!  Sim, a  ti  Senhor agradeço  por conduzir e orientar-me  em  todas as coisas e também neste projeto!  Louvado e glorificado seja o teu nome entre  todas  as  nações  da Terra,  hoje  e  para  sempre!


“E a vida  eterna  é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a  Jesus Cristo, aquele que tu enviaste. ” João 17:3




Recomendamos, ainda, as páginas: As Cores do Dogue Alemão  e  Linhagens do Dogue Preto


                             Visite também a página: O Que os Merles têm a Dizer...




                                              Página publicada em 13/10/2008.


             CONTATO : moni.link@gmail.com     V O L T A R /  B A C K      H O M E  


 
Top